Promoções

A empresa foi fundada em 1904, na cidade de Nova York, por William Fox, um imigrante húngaro judeu de 25 anos de idade, que vendeu sua fábrica de tecidos e, com o lucro, comprou um prosaico “common show”. Naquela época, “common show” era a expressão corrente para designar a exibição de filmes em uma loja remodelada para tal propósito e que, ainda assim, continha menos do que 299 poltronas. Tais salas de cinema primitivas cobravam cinco centavos como entrada e, portanto, ficaram conhecidas como “nickelodeons” (em inglês, a moeda de cinco centavos é chamada de “nickel”). O Sr. Fox, um showman nato, conseguia manter o público ao contratar um mágico para fazer seus truques em frente à loja e, assim, chamar os clientes. O cada vez mais crescente público consumidor sentava em cadeiras de dobrar (as quais eram alugadas de uma funerária vizinha) para assistir aos simplíssimos filmes de curta-metragem. Essa platéia pioneira assistia a filmes que eram exibidos girando-se uma manivela numa caixa que, uma vez acesa, fazia com que as imagens fossem ampliadas e projetadas contra uma parede branca no lado oposto à loja. Juntamente com os sócios B.S. Moss e Sol Brill, William Fox conseguiu que os lucros desse primeiro “common show” frutificassem para que abrisse um segundo e um terceiro, até que a nova empresa de exibição de Fox, Moss e Brill começou a contar com 25 estabelecimentos. Como passo seguinte, o Sr. Fox e os sócios abriram uma loja de aluguel de filmes – uma das primeiras no país. Batizada de Greater New York Film Rental Company (Grande Empresa de Aluguel de Filmes de Nova York), ela fornecia filmes para as salas “nickelodeons” e apresentava uma excelente oportunidade de trocar filmes com outros exibidores e estabelecimentos semelhantes. Até 1913, o crescimento acelerado da indústria de exibição tornou quase impossível obter filmes novos. O Sr. Fox logo fundou a Box Office Attraction Company (Empresa para alavancar as bilheterias) e começou a ele próprio produzir seus filmes. Dois anos mais tarde, junto com outros pioneiros da indústria do cinema, como Adolph Zukor (da Paramount) e Carl Laemmle (da Universal), o Sr. Fox decidiu que o clima mais ameno da Califórnia facilitaria a realização de produção durante todas as estações do ano. Ele transferiu suas operações para o oeste dos EUA e fundou a Fox Film Corporation em 1915. O sócio do Sr. Fox àquela época era Winfield R. Sheenan, que ele nomeou vice-presidente e gerente-geral da nova empresa. Com sede no antigo estúdio Selig, na região de Edendale, no sul da Califórnia, a Fox Film Corporation reunia em uma única empresa a produção, a exibição e a distribuição de filmes. O Sr. Sheenan abriu mais companhias de aluguel de filmes em uma dúzia de cidades importantes pelo país, de forma a aumentar o escopo e o volume da bem-sucedida empreitada da Fox. A indústria cinematográfica continuava a prosperar, e a produção logo começou a ficar grande demais até mesmo para as enormes dependências do complexo de Edendale. Consequentemente, o Sr. Fox adquiriu o Thomas Dixon Studio, em 1917, uma propriedade de quase 22.260 metros quadrados de terreno, localizada na intersecção entre a Avenida Western e o Sunset Boulevard, na parte oeste de Hollywood. Apesar de os novos estúdios e oficinas já estarem prontos, a produção continuava a crescer de tal maneira que mais terreno se fazia necessário. O Sr. Fox comprou outros 32.375 metros quadrados, logo depois da Avenida Western (o total do investimento imobiliário de quase 55 mil metros quadrados foi de US$ 215 mil, e já em 1934 a valorização da propriedade fez com que fosse avaliada em US$ 2,5 milhões). A exigência do público por um número cada vez maior, bem como pelo aperfeiçoamento dos fotogramas em sequencia (ou “filmes”), crescia a uma taxa alarmante. O público começou a ficar fascinado com os “astros” e “estrelas” do cinema. Desde que Florence Lawrence alcançou a fama como a protagonista de The Biograph Girl, nos anos 1910, o público de cinema começou a frequentar as sessões no intuito de ver as mais recentes proezas de seus atores preferidos. William Fox foi um dos primeiros produtores a reconhecer essa tendência. Em 1915, ele descobriu uma linda atriz que trabalhava como figurante em um de seus filmes, deu-lhe um novo nome e um passado exótico, ainda que fabricado, e fez de Theodosia Goodman uma estrela. Ela também era conhecida como Theda Bara. Outra descoberta do Sr. Fox foi um ex-caubói cujo primeiro emprego na empresa foi de treinador de cavalos. Em 1918, no entanto, Tom Mix tinha tudo para se tornar um dos mais populares astros de faroeste da História. Em 1925, surgiu novamente a necessidade expandir as dependências de produção. Era crucial para o estúdio adquirir uma área maior e ao ar livre para usar como “locação” para os bem-sucedidos filmes de faroeste de Tom Mix. O Sr. Fox teve a sorte de garantir um terreno de mais de um milhão de metros quadrados em Beverly Hills, localizado entre dois campos de golfe e longe de quaisquer empreendimentos imobiliários comerciais ou residenciais com muitos andares. Era o local ideal para os cenários externos “permanentes” da produtora de cinema, permitindo a construção de vários estúdios e escritórios. Este terreno hoje em dia funciona como sede da Twentieth Century Fox Film Corporation. O advento do som no cinema, em 1927, virou de cabeça para baixo a indústria. O sucesso da Fox com o processo Movietone, que gravava a banda sonora no filme, acelerou a entrada da empresa em uma série de reorganizações e acordos de financiamento. Em 1929, a Fox Films surpreendeu tanto Hollywood quanto Wall Street ao comprar 55 por cento da Loew’s Inc., um braço da rival MGM, por aproximadamente US$ 55 milhões (a propriedade da Fox sobre a Loew’s foi desfeita posteriormente pelo governo dos Estados Unidos, e vários acionistas de bancos adquiriram o controle das ações do Loew’s). Durante o abalo econômico de 1930, William Fox foi afastado da empresa por um consórcio de acionistas majoritários, nunca retomando o controle da Fox Film. Era preciso nomear um novo líder para a Fox. Sidney R. Kent entrou para a empresa como vice-presidente executivo em 1º de abril de 1932, e, duas semanas depois, tornou-se o presidente da empresa, continuando no posto até seu falecimento, em 1942. Em 1935, a Fox Film Corporation fundiu-se com uma próspera produtora, a Twentieth Century Pictures, liderada por Joseph M. Schenck. A empresa adotou o nome que leva até hoje: Twentieth Century Fox Film Corporation. A fusão fez do Sr. Schenck o presidente do conselho diretor e levou Darryl F. Zanuck para a empresa como vice-presidente, encarregado da produção. O Sr. Zanuck, à época com 31 anos de idade, recebia US$ 250 mil por ano pelos serviços prestados – uma quantia exorbitante para a época –, e valia cada centavo. Em 20 anos como supervisor de produção da Twentieth Century Fox, ele foi responsável por criar filmes de alta qualidade, que renderam cerca de 150 estatuetas do Oscar ao estúdio. Quando Sidney Kent faleceu, em 1942, o posto de presidente da Fox foi assumido por Spyros P. Skouras, um pioneiro na exibição de filmes. Quase imediatamente, surgiu uma discordância velada entre o Sr. Skouras e o Sr. Zanuck. Finalmente, a disputa entre os dois executivos resultou na decisão do Sr. Zanuck de deixar a Fox em 1956, para se tornar um produtor independente. Após sua saída, a Fox entrou em um período de declínio. A procura pelo Cinemascope, o processo de filmes para as grandes telas de cinema, vencedor do Oscar e desenvolvido e patenteado pela Fox em 1953, estava em baixa pelo ano de 1956, e no horizonte não se avistava nenhuma inovação técnica ou manobra publicitária que pudesse reconquistar o interesse do público. Para complicar ainda mais a situação, a crescente popularidade da televisão fazia com que muitos cinéfilos em potencial ficassem em casa, longe dos cinemas. Uma série de chefes de produção não conseguiram combinar as habilidades de gerenciador de recursos e de desenvolvimento criativo, como o Sr. Zanuck conseguia. Contudo, o maior desastre da Fox foi a infeliz produção de Cleópatra, que consumiu mais de quatro anos e até então inimagináveis US$ 40 milhões! Na iminência da bancarrota, a empresa foi forçada a vender uma porção do terreno no oeste de Los Angeles, no qual hoje em dia está a área comercial e residencial denominada Century City. Outra mudança que a péssima saúde financeira da Fox exigia era a volta do Sr. Zanuck, desta vez como presidente da empresa, com o conselho diretor presidido por Spyros Skouras. O Sr. Zanuck levou consigo o filho Richard, como vice-presidente gestor da produção internacional. As primeiras ações de Zanuck como presidente foram encerrar a desastrosa produção de Cleópatra, fechar a empresa e mantê-la de portas fechadas tempo suficiente para rever todos os trabalhos em curso e garantir sua viabilidade. Cleópatra recebeu supervisão editorial pessoal do Sr. Zanuck, resultando em um filme bastante divertido quando o estúdio foi “reinaugurado” em 1963. Dentro de um curto período de tempo, os Zanuck transformaram a imagem de uma empresa à beira da falência em uma das mais prestigiosas e líderes da indústria do entretenimento. Em 1969, Darryl F. Zanuck foi nomeado conselheiro e CEO, e Richards foi indicado para a presidência. A influência dos Zanuck permanece. Quando ambos renunciaram aos postos na empresa, em 1971, Darryl foi nomeado Conselheiro Emérito – o primeiro da Fox. Mais tarde, Richard voltou ao estúdio com o sócio David Brown, produtor independente, supervisionando muitos filmes da Fox, incluindo os sucessos de crítica O Veredicto e Cocoon. Dennis Stanfill foi presidente do conselho diretor da Fox desde que Zanuck aposentou-se, em 1971, e permaneceu no cargo até 1981. O Sr. Stanfill presidiu a empresa na transição de uma companhia de capital aberto para uma empresa privada, em 1981, quando Marvin Davis, empresário de Denver ligado ao petróleo, comprou o estúdio. Em seguida à saída do Sr. Stanfill, Alan J. Hirschfield foi indicado à presidência do conselho diretor, função que ocupou até 1984. Na administração do Sr. Hirschfield , a Twentieth Century Fox obteve conquistas maravilhosas em todas as divisões. Filmes de sucesso foram lançados, como Tudo Por uma Esmeralda, Porky’s – A Casa do Amor e do Riso, Taps, e Guerra nas Estrelas: O Retorno de Jedi quebrou recordes de bilheterias em todo o mundo. Barry Diller entrou para a Fox como presidente e CEO em outubro de 1984. Em março do ano seguinte, por meio da News Corporation Limited, Rupert Murdoch comprou 50 por cento da TCF Holdings Inc. do Sr. Davis. Em setembro daquele ano, o Sr. Murdoch comprou os outros 50 por cento do Sr. Davis. Em outubro de 1985, a Fox Inc. foi formada em decorrência de um grande processo de reestruturação dos negócios de entretenimento e de difusão da News America e da TCF Holdings. Fox Inc. é a consolidação desses negócios e consiste em três principais unidades operacionais: A Twentieth Century Fox Film Corporation, a Fox Television Stations Inc. e a Fox Broadcasting Company. A Fox Television Stations Inc. foi fundada em março de 1986 com a compra de seis estações de TV independentes da Metromedia Inc., nas cidades de Nova York (WNYW), Los Angeles (KTTV), Chicago (WFLD), Dallas (KDAF), Washington D.C. (WTTG) e Houston (KRIV). A Fox Broadcasting Company foi lançada em maio de 1986, como um programa nacional de difusão via satélite para estações independentes, oferecendo qualidade de transmissão, programação original para o horário nobre e para o final da noite. Em outubro daquele ano, a FBC foi ao ar com seu primeiro programa, “The Late Show Starring Joan Rivers”. William Mechanic foi escolhido como presidente e CEO da Fox Filmed Entertainment, divisão de entretenimento, em dezembro de 1996. Sua área de gerência incluía todas as operações de estúdio, incluindo a produção mundial de longas-metragens e atividades de marketing e distribuição, bem como operações internacionais da Fox Videos, da Fox Interactive, Licensing and Merchandising, e da Fox Music. Em 1997, a Fox lançou Titanic, que quebrou todos os recordes de bilheteria. Para além da impressionante atuação da divisão de produção da 20th Century Fox, a empresa lançou a Fox 2000, um miniestúdio cujo foco é o entretenimento em geral, e a Fox Searchlight Pictures, que produz filmes especializados, direcionados ao público adulto e sofisticado. Em novembro de 1998, a Fox Entertainment Group Inc abriu a empresa para o mercado de ações, colocando à venda 124.800.000 ações classe A. As recentes ações desse tipo representam aproximadamente 18,6 por cento dos mais importantes títulos da empresa. Em junho de 2000, Mechanic deixou a empresa e foi substituído por Jim Gianopulos e Tom Rothman numa presidência conjunta da Fox Filmed Entertainment. Esta presidência mantém-se até hoje. Em 2005, a Fox Filmed Entertainment retirou suas ações do mercado de ações australiano e as transferiu para a bolsa de Nova York. Em seguida, algumas das mais recentes realizações da Fox nas áreas de cinema, televisão, tecnologia e realidade. Em janeiro de 2001, a National Geographic TV and Film e a Fox Network lançaram o canal da National Geographic, que conecta seus telespectadores ao pulsar do planeta, cobrindo ciência, cultura, história natural e aventura. O NGC americano é um dos canais a cabo de maior velocidade de crescimento na história da televisão dos Estados Unidos, e passou a alcançar mais de 50 milhões de lares em apenas três anos. Ao redor do mundo, os canais National Geographic podem ser vistos em 147 países, em 25 idiomas. Em fevereiro de 2002, o Speedvision (da News Corp.) foi relançado como o canal SPEED. Ele é o canal de programas sobre esportes automobilísticos para entusiastas do assunto, cobrindo quase todas as séries e principais eventos esportivos. No dia 11 de junho de 2002, foi ao ar a primeira temporada do programa American Idol, o reality show baseado em uma competição musical. American Idol continua a causar burburinho e está agora em sua sétima temporada. A área televisiva continuou a crescer dentro da Fox, com o canal Fuel lançado no dia 1º de julho de 2003. A Fuel TV, único canal do gênero, é dedicada a apresentar esportes competitivos e amadores, tais como skate, surfe, snowboard, wakeboard, bicicross e motocross freestyle. Em 2005, a Fox Interactive Media (FIM) foi criada para supervisionar as novas aquisições midiáticas da News Corporation. FIM é um portfólio de sites das mais significativas redes sociais, de entretenimento, esportes e informação, oferecendo plataformas e ferramentas para consumidores se expressarem, comunicando-se uns com os outros e interagindo com a mídia. A rede mundial da empresa inclui líderes nas categorias, tais como MySpace, Photobucket, IGN, FOXSports.com, RottenTomatoes, AskMen, Flektor e outros tantos que, juntos, configuram as maiores audiências da Web. No dia 24 de maio do mesmo ano, foi lançado o canal Fox Reality. A estação apresenta reality shows exibidos por outras emissoras (como ABC, CBS, NBC, The CW e MyNetworkTV), bem como inúmeros programas internacionais, do Reino Unido, da Austrália e da Nova Zelândia. Fox Reality.com eleva a experiência dos reality shows a um outro nível, ao oferecer imagens inéditas, jogos, enquetes e relances da realidade por trás da programação dos reality. Antecipando o sucesso de inúmeros conceitos de interatividade e realidade, em julho de 2005, a News Corporation comprou o MySpace por US$ 580 milhões. O MySpace é um site de rede social que oferece canais interativos, rede de relacionamento, perfis pessoais, blogs, grupos, fotos, músicas e vídeos para jovens e adultos de todo o mundo. Em 2006, foi criada a Fox Atomic. A Atomic produz e comercializa filmes para o cinema e conteúdo digital, cujo público-alvo é de 17 a 24 anos, para todas as plataformas midiáticas. Os usuários também têm acesso a conteúdo de entretenimento e são incentivados a produzir, remixar e compartilhar suas próprias criações. A popular série Os Simpsons celebrou seu 20º aniversário ao colocar no ar o 300º episódio em 2007. O aguardado filme para o cinema dos Simpsons também foi lançado nesse mesmo ano. Os Simpsons é a série de animação mais antiga da televisão. Foi lançada em 1989 e ainda vai ao ar. Em março de 2007, a News Corp. anunciou a formação de uma joint venture com a NBCU para a distribuição de vídeos on-line. “Hulu”, como a parceria foi batizada, é uma plataforma on-line de serviço de vídeos sob encomenda que oferece uma variedade cada vez maior de programas e filmes exclusivos e de alta qualidade, tanto da NBC como da FOX, bem como de inúmeros outros canais. Ela foi desenvolvida para ser “uma única fonte de programação gratuita e sob encomenda de alguns dos mais populares estúdios e redes on-line, auxiliando os espectadores de forma rápida e fácil, para que eles desfrutem do melhor conteúdo que procuram”. Os programas de TV estão disponíveis para que o usuário os veja na hora que quiser, bem como para ser compartilhados e editados (uma modalidade conhecida como “clipping”). Programas que costumam ser os mais acessados no site incluem Os Simpsons, Arrested Development e Family Guy. No dia 4 de dezembro de 2007, a Fox Entertainment Group adquiriu a Beliefnet, a maior rede de pessoas interessadas em religião e espiritualidade. Beliefnet é uma vasta comunidade on-line que visa fornecer um fórum livre para informações e inspirações religiosas, ferramentais espirituais e grupos de discussão e diálogos. Em junho de 2008, a TCFHE brilhou nos HEW Awards ao vencer nas categorias Melhor Distribuidor a Varejo do Ano, Melhor Distribuidor para Locação do Ano e Melhor Distribuidor Geral do Ano. A Home Entertainment também faturou um Marketing Award na categoria de Melhor Marketing para o Cinema (categoria Arrasa-Quarteirão) por conta Os Simpsons – O Filme.

Trailers

Trailers

Assista aos Trailers

É Só Escolher e Assistir!

Downloads

Downloads

Conteúdos Incríveis e Exclusivos

Baixe Agora!

Promoções

Promoções

As Melhores Promoções Em Um Só Lugar

Participe!

Newsletter

Cadastro Fox Film Club

Receba Novidades da Fox

Cadastre-se aqui!